Vencendo a Tempestade e Recomeçando

Leitura Bíblica: Gênesis 6.8 e 9; 7.1 e 17; 8.6, 9.1

Este texto bíblico nos dá luz a conhecermos quem foi Noé, a oportunidade que ele teve de, não somente de construir uma arca, mas também de trazer ao mundo o recomeço de uma nova história. Todos nós entendemos que a vida é feita de oportunidades. E todos nós passamos por momentos de oportunidades. Jamais na nossa trajetória de vida devemos permitir que as oportunidades passem pois uma oportunidade desperdiçada não volta mais.

Dentro desses versículos podemos observar um homem que soube aproveitar a sua oportunidade. O texto diz que Noé era um homem justo e perfeito. Além disso a Bíblia ressalta que ele andava com Deus, que ele tinha uma vida e contato com Deus. E Deus se agrada daqueles que andam com Ele. Temos o conhecido exemplo de Enoque que andou com Deus e Deus para si o tomou (Gênesis 5.24). Nos dias atuais Deus também nos dá a oportunidade de andarmos com Ele. Andar com Deus é sinônimo de estar perto dEle, é ter intimidade com Ele e conhecer os desígnios e propósitos estabelecidos por Ele. E isso é muito bom, porque quem anda com Deus, goza das bênçãos dEle.

Noé soube aproveitar a oportunidade de andar com Deus. A Bíblia ressalta que Noé achou graça aos olhos de Deus – Isso significa que Deus gostou de Noé, gostou da sua postura não obstante a situação difícil que a sua geração vivia. Todos os dias Deus dá ao homem chances de andar com Ele, uma oportunidade de estar ao lado dEle assim como Noé teve.

É importante refletirmos também que Deus resolve dar a Noé uma oportunidade de recomeçar algo que a geração de Adão pôs a perder. Se você observar na Bíblia, verá que Deus deu uma oportunidade à geração de Adão, porém a história nos mostra que aquela geração não soube aproveitar a oportunidade dada por Deus. O criador havia deixado a chance de Adão e Eva de frutificar, multiplicar, encher e dominar a terra (Gênesis 1.28) mas eles não souberam valorizar. Agora Deus dá a Noé uma posição tão elevada que o escritor aos Hebreus descreve Noé como herdeiro da justiça (Hebreus 11.7).

Eu penso que o recomeço nunca é tão fácil pois ele sempre é precedido por uma tempestade. O texto descreve os 40 dias e 40 noites em que o homem teve de enfrentar a maior tempestade da terra: o dilúvio. A bíblia diz que todos os montes altos foram cobertos e apenas se salvaram algumas pessoas, orientadas em Noé, acreditaram na salvação do Senhor. Não é diferente dos dias atuais em que Deus têm preparado uma grande arca chamada Jesus e todo aquele que nEle crê não perece, mas tem a vida eterna. Em Jesus, o homem possuí uma garantia de vida.

Depois da tempestade, Noé e sua família ainda permaneceram 150 dias dentro da arca até que a mesma pudesse pousar sobre o monte Ararat (Onde se situava a antiga Babilônia). Noé então sai da arca para recomeçar. Penso que uma tempestade nos dá a oportunidade de recomeçar tudo outra vez. Comparo a tempestade com os problemas da vida, lutas, dificuldades, adversidades. Tudo isso pode acontecer na vida de qualquer pessoa. Eu aprendo com a vida de Noé que diante dos problemas, jamais podemos retroceder pois depois da tempestade o homem tem a chance de recomeçar.

Quando Deus permite a tempestade

Deus permite tempestades em nossa vida a fim de nos provar. No entanto Deus tem poder para repreender qualquer tempestade. Certo dia, os discípulos de Jesus estavam em alto mar e uma grande tempestade se levanta para açoitar a embarcação. O mar estava muito agitado, deixando os integrantes da embarcação apavorados. Os discípulos aterrorizados avistaram um homem andando sobre as águas e chegaram a pensar que era um fantasma. Mas no entanto era Jesus que se aproximava para acalmar a tempestade (João 6.16-21). Um novo ciclo sempre é precedido por dificuldades, muitas vezes por lutas.

Quando a tempestade é provocada por nós mesmos

Nem sempre as tempestades são permitidas por Deus, mas são provocadas por nós mesmos. Há um exemplo claro na bíblia que é a história de Jonas. Deus deu a Jonas a oportunidade de pregar em Nínive, mas ele preferiu seguir um caminho diferente. Tomou um barco para outro rumo e durante a viagem a embarcação começa a sofrer uma grande tempestade. O profeta quase levou a ruína toda a embarcação mas tinha consciência de que ele era o culpado pela tempestade que estava acontecendo. Ele foi lançado para fora do barco e foi parar no ventre de um grande peixe, tudo isso porque ele precisava entender o valor da obediência a Deus. Muitas vezes podemos estar em uma situação semelhante à de Jonas, mas se clamarmos a Deus Ele pode nos ouvir e nos livrar da tempestade. Precisamos entender que clamando a Deus, Ele vai nos ouvir e suprir nossas necessidades.

tempestade

A tempestade pode ser sinal de uma necessidade de mudança

Deus pode permitir tempestades em nossa vida a fim de nos moldar, de nos tirar da zona de conforto e nos levar para um tempo de mudança. Muitas vezes a tempestade vem para nos despertar, para nos colocar de pé, para nos fazer chegar mais próximos de Deus.

A tempestade vem com a finalidade de sermos aprovados

Por quarenta dias a tempestade persistiu e Noé e sua família resistiram dentro da arca. Muitas vezes a tempestade chega para que possamos ser aprovados por Deus. Nesta vida tudo tem um propósito e isso acontece quando somos provados. À medida que vamos superando as adversidades, Deus vai nos mostrando seus propósitos a nós. À medida que vamos superando as lutas, Deus vai nos mostrando o valor de vencermos as batalhas, que elas servem para nos impulsionar a chegarmos mais adiante. É necessário entendermos que Deus não prova o homem para reprová-lo. Se Deus está te provando é porque Ele quer te aprovar.

A provação é aplicado por Deus na vida dos seus filhos obedientes visando o aperfeiçoamento. Deus que nos ver melhores do que ontem. Tiago 1.12 diz “Bem-aventurado o homem que suporta a tentação; porque, quando for provado, receberá a coroa da vida, a qual o Senhor tem prometido aos que o amam.” Ainda vemos no mesmo capítulo a seguinte decalcarão: Sabendo que a prova da vossa fé opera a paciência – Tiago 1.3

tempestade2O próprio Jesus passou 40 dias no deserto sendo provado. Mas foi aprovado no final sem em nada murmurar. Venceu calado, venceu quieto. As vezes a nossa vontade é de falar, mas tem horas que precisamos nos calar. Eu aprendo neste texto que Noé venceu esperando os quarenta dias, e eu não vejo relato de que Noé falou alguma coisa. Quarenta dias debaixo da tempestade calado porque ele sabia que Deus tinha algo maior pra fazer. Precisamos nos submeter a isso. Noé suportou tudo tendo em vista a expectativa de um novo tempo, de uma nova vida, de um novo começo.

Abrindo as janelas na provação

Depois de quarenta dias, Noé abriu a janela da arca. Na bíblia, janela fala de oração. Daniel nos deu exemplo disso. Todos os dias, de manhã, a tarde e a noite ele abria a janela do seu quarto para as bandas de Jerusalém a fim de orar ao Senhor. Se você tem passado por momentos de provação, abra a janela da oração na sua vida. Não deixe que essa janela fique fechada por muito tempo.

Os dois tempos que Noé viveu ainda dentro da arca:

Tempo do corvo: Quando Noé soltou o corvo, o mesmo ia e voltava pois ainda havia muita água não permitindo que a ave pousasse em terra firme. Isso significa que nem tudo se resolve da noite pro dia. Nem tudo se resolve rapidamente. O tempo do corvo nos mostra o tempo de espera. Mesmo sabendo que a chuva tinha passado, Noé percebeu que ainda havia muita água e que deveria esperar mais um pouco.

Tempo das pombas: No primeiro momento foi um momento de espera. Mas a pomba é um símbolo da paz. Muitas vezes no final da prova Deus nos enche de paz interior, nos dando a certeza de que tudo vai ficar bem. Embora no primeiro momento a pomba tenha voltado sem nada, depois de sete dias ela voltou com um ramo de oliveira. Demonstrando o início de um novo tempo na vida de Noé, que Deus havia restaurado a sorte dele.

A arca de Noé quando pousa de fato, ela pousou no monte Ararat. Um dos montes mais altos da região da Turquia com 5165 metros de altura. Eu entendo que depois que a tempestade passa, Deus nos dá uma visão privilegiada. Depois da tempestade, passamos a enxergar coisas que muitas pessoas não conseguem enxergar. Deus nos coloca em uma posição de visão privilegiada. Em lugares altos, passamos a enxergar o todo e não apenas de uma parte. Deus nos mostra novos horizontes.

A adoração depois da tempestade

Noé edifica um altar ao Senhor e oferece um holocausto que foi recebido pelo Senhor como cheiro suave. Depois disso o Senhor revela sua promessa de não mais amaldiçoar a terra e destruir o homem. Noé, mesmo depois de um longo período de tempestade, ele reconheceu a soberania de Deus, reconheceu que fora o Senhor que havia livrado ele e sua família da destruição.

O recomeço chega com a bênção de Deus

A bíblia diz que Deus abençoou a Noé e sua família (Cap. 9.1). Deus ainda ordenou que eles frutificassem e enchessem a terra. Aonde Deus resolve abençoar, não tem homem que traga maldição. O recomeço dado por Deus vem junto com bênçãos e prosperidade. Deus abençoa não somente a Noé, mas também por toda a sua casa.

Deus sempre tem uma nova história para os seus filhos. Deus sempre tem um novo recomeço. Mesmo com as tempestades da vida, Deus sempre nos dá a chance de recomeçar a fim de que o Seu nome seja glorificado!

Dr. Edson Maltez

(este texto foi extraído do sermão pregado pelo Dr. Edson Maltez no dia 24 de abril de 2015 no templo sede da AD Hortolândia)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *