A importância do Culto Doméstico

Através deste princípio bíblico, os pais podem transmitir aos filhos os preceitos divinos a fim de que eles jamais os esqueçam. Em Dt 6.6-7 o Senhor intimou os israelitas a repassar aos seus filhos, com toda a diligência, os princípios da Palavra de Deus: “E estas palavras que hoje te ordeno estarão no teu coração; ” E as intimarás a teus filhos e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e deitando-te e levantando-te. Observe que a orientação divina é que a Palavra de Deus, deve ser ensinada primeiramente “em casa”.

Imagem: (Reprodução)

Na Bíblia encontramos vários exemplos de pais que colocaram em prática esta exortação, tais como: Adão que certamente ensinou seus filhos a oferecerem sacrifícios ao Senhor (Gn 4.3,4), Abraão (Gn 18.19), Os pais de Moisés (Hb 11.24-27), Os pais de Gideão (Jz 6.13), Eunice e Lóide (2 Tm 3.15) entre outros que influenciaram na vida espiritual de seus filhos. O que poderia ser melhor do que adorar a Deus e estudar a sua Palavra? Fazer isso em família! O culto doméstico é imprescindível à estabilidade espiritual desta instituição porque é o momento em que todos se reúnem para juntos louvar ao Criador da família e aprender como servi-lo.

Embora a Igreja seja o ambiente propício para o louvor, adoração e pregação da Palavra de Deus (Sl 27.4; II Cr 7.15,16), não é o único lugar onde a Palavra deve ser ensinada (At 5.42). O lar do cristão, deve ser uma extensão da igreja onde os pais reproduzem a sã doutrina (II Tm 3.14,15). Os pais cristãos têm a incumbência e séria obrigação de transmitir sua herança espiritual e moral aos filhos (Ef 6.4).

De acordo com o Aurélio, o termo “culto” significa “uma adoração ou homenagem à divindade em qualquer de suas formas e em qualquer religião”. Teologicamente significa: “tributação voluntária de louvores e honra ao Criador” (CLAUDIONOR, 2006, p. 127). Já a expressão “culto doméstico” é definida como “uma reunião da família, sob a liderança dos pais cristãos, com a finalidade de cultuar a Deus no lar” (RENOVATO, 2013, p. 115).

Vejamos algumas razões da importância do culto doméstico:

1.Fortalecer os laços familiares;

2.Levar a família a desfrutar de uma intima comunhão com Deus;

3.Exercitar o mandamento divino (Dt 6.7);

4.Produzir despertamento espiritual aos membros da família;

5.Fazer do lar, a casa de Deus.

Diante de tantos ataques do inimigo que tenta destruir a família usando suas artimanhas maléficas, precisamos mais do que nunca, reservarmos um momento diário para o culto doméstico onde os pais juntos a seus filhos tem a oportunidade de orar, cantar e estudar a Palavra de Deus e assim fortalecer e proteger a família contra os ataques do Diabo e do mundo.

 

Pb. Jasiel Marques – Assembleia de Deus em Recife/PE

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *